domingo, 8 de janeiro de 2012

Fúria do mar castiga organização ambientalista na Antártida

Fúria do mar castiga organização ambientalista na Antártida
Uma onda gigante deixou de fora de combate um dos navios da Sea Shepherd, logo após o início de sua nova campanha contra baleeiros japoneses
A oitava campanha do Sea Shepherd foi denominada como 'Operação Vento Divino'
Sydney - A fúria do mar castigou a organização ambientalista Sea Shepherd, ao deixar fora de combate um de seus navios, logo após o início de sua nova campanha contra os navios baleeiros japoneses que trabalham na Antártida.
Após este revés, o capitão Alex Cornelissen, do navio Bob Barker, explicou à Agência Efe que agora sente 'um pouquinho mais de pressão', embora tenha garantido que a Sea Shepherd prosseguirá com seu objetivo de defender as baleias.
Navio Brigitte Bardot
O Bob Barker, um navio projetado para quebrar o gelo, forma junto com o Brigitte Bardot e o Steve Irwin a frota enviada em dezembro à região pela Sea Shepherd com o propósito de impedir que os navios baleeiros japoneses capturem nesta temporada 900 cetáceos com supostos 'fins científicos'.
Porém, na quarta-feira passada, uma gigantesca onda de seis metros abriu uma rachadura no casco e danificou um dos pontilhões do Brigitte Bardot, um navio equipado com potentes motores e adquirido há pouco tempo.
Este incidente ocorreu cerca de 2,4 mil quilômetros ao sudoeste do litoral do porto australiano de Fremantle, quando o navio, com 10 tripulantes a bordo, tentava acompanhar a embarcação japonesa Nisshin Maru.
Tripulação do Brigitte Bardot
Agora, o Brigitte Bardot, que foi adquirido depois que o Ady Gil afundou em janeiro do ano passado, navega de volta a Fremantle para ser reparado, um trabalho 'que durará meses', afirmou Cornelissen.
Além disso, o navio Steve Irwin, que já prestou ajuda à organização, vai escoltarao Sea Shepherd até o porto e depois voltará 'o mais rápido possível' para se unir à campanha realizada pelo Bob Parker.
A oitava campanha do Sea Shepherd foi denominada como 'Operação Vento Divino', como a dos pilotos kamikazes japoneses que combateram durante a Segunda Guerra Mundial.
Este nome tem o objetivo enviar aos navios baleeiros a mensagem de que serão perseguidos com 'ferocidade', para tentar acabar com a temporada de caça às baleias.
Fonte: Terra

Nenhum comentário: