quinta-feira, 23 de junho de 2011

Moradores reclamam de lixão em bairro nobre de São Leopoldo

 
Rua B esquina com Rua Tapes, Bairro Pinheiros, São Leopoldo
Moradores reclamam de lixão em bairro nobre de São Leopoldo
O problema existe há anos, e segundo os reclames, o local também é utilizado como ponto de consumo de drogas. Neste lugar existem trilhas abertas em meio ao mato, que ligam as vilas "Aldeia" e "Caída do Céu", próximos ao Bairro Pinheiros, onde está o lixão urbano, "e fica no meio do bairro considerado área nobre de São Leopoldo, onde os terrenos são caros e os impostos também", dizem os moradores. 
Outros terrenos particulares, em frente a uma Área de Preservação Ambiental, também sofrem pelos descartes de lixos clandestinos. Já foram feitos inúmeros pedidos para a Prefeitura, para que sejam notificados os proprietários para fazerem a limpeza do local, pois os moradores vizinhos, sofrem constantes invasões de seus terrenos e casas, sendo vítimas de diversos furtos e roubos. "Na Rua B, em frente ao nº 160, no Bairro Pinheiros, existe um terreno que dá condições para ladrões se esconderem e invadirem as casas vizinhas sem serem importunados".
A prefeitura municipal foi informada diversas vezes, "mas acho que o proprietário do terreno não foi notificado ou não está dando a mínima importância, para que seja efetuada a limpeza do local como determina a lei", dizem os moradores. Nas últimas situações, vizinhos se uniram e roçaram um pouco o local, afim de diminuir os perigos de assaltos e furtos na região. 
Na opinião dos moradores, "já que os proprietários não estão cumprindo com o dever (de limpar o terreno), acho que a Prefeitura de São Leopoldo, a exemplo de Canoas, deveria mandar limpar a área e depois enviar a conta, juntamente com o IPTU para o dono do terreno, que não foi capaz se quer, de cercar a frente, já que as laterais e fundos, os muros construídos pelos vizinhos pouparam-lhe disso", alegam os vizinhos ao lixão urbano. 
Outra opinião, seria de que a Prefeitura dispõe de Guardas Municipais, e poderiam dentro de suas atribuições cuidarem das áreas públicas e do patrimônio do município. "Que coloquem câmeras de vigilância nessa área, que utilizem-se de recursos para solucionarem esse problema", dizem os moradores. 
Segundo o reclame, existe uma total falta de educação dos cidadãos, "e o lixo não é depositado somente por catadores, até mesmo carros de luxo, param e despejam seus lixinhos", afirmam e alegam que de nada adianta campanhas contra a dengue e na prevenção da leptospirose, pois os lixos acumulados desta forma, também geram vetores destas doenças. 
Cerca de dois meses atrás a Prefeitura recolheu o lixo, depois de meio ano de reclamações constantes, dizem os moradores, tendo sido colocadas placas de "proibido colocar lixo" que duraram apenas dois dias. "Depois tudo voltou ao normal, com mais lixo, arrancaram a placa, e mais lixo", afirmam. 
A Prefeitura de São Leopoldo atesta "que esse problema é realmente sério". Para o órgão, irão encaminhar a reclamação novamente, mas abrem a possibilidade dos moradores formalizarem uma denúncia através do telefone 0800 6443300.
Fonte: REDE Os Verdes/via Facebook

Nenhum comentário: