domingo, 5 de junho de 2011

Cinzas do vulcão chileno avançam pela Patagônia argentina

 Cinzas do vulcão chileno avançam pela Patagônia argentina 
Voos de Buenos Aires para a região patagônica foram cancelados; aulas e transporte foram suspensos em cidades da fronteira
A nuvem de cinzas do vulcão chileno Puyehue-Caulle avançou neste domingo para a Patagônia argentina, como as cidades da província de Chubut, Trelew e Puerto Madryn, na costa atlântica. 
As cidades argentinas estão a quase 900 quilômetros do complexo vulcânico e registram baixa visibilidade, segundo informa o site Infoglaciar, de Chubut. 
O vulcão Puyehue, que forma parte da cadeia Puyehue-Cordón Caulle, perto da fronteira com a Argentina, entrou em erupção no sábado e grandes colunas de fumaça podiam ser vistas de longe. 
As cinzas chegaram até a cidade de San Carlos de Bariloche (Bariloche), a 90 quilômetros de distância, e Villa Angostura, a 45 quilômetros do epicentro do fenômeno. 
A nuvem escureceu estas cidades a partir das cinco horas da tarde de sábado, como contou à rádio Mitre o prefeito de Villa Angostura, Ricardo Alonso. 
"Hoje, domingo, podemos dizer que é uma situação de emergência, mas que estamos tomando todas as precauções necessárias. As aulas e os voos, por exemplo, foram suspensos até que tudo volte à normalidade", afirmou. 
Segundo a imprensa local, os moradores da cidade foram orientados a não sair de casa e o transporte público entre as duas cidades também foi interrompido.
Fonte: Estadão

Nenhum comentário: