quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

IBAMA/RS aguarda envio de documentação da Prefeitura de Porto Alegre para autorizar fechamento do mini zôo da Redenção


IBAMA/RS aguarda envio de documentação da Prefeitura de Porto Alegre para autorizar fechamento do mini zôo da Redenção
A Superintendência do IBAMA/RS aguarda o envio de documentação formal por parte da Prefeitura Municipal de Porto Alegre anunciando sua intenção de não manter e nem de realizar melhorias nas instalações, para autorizar o fechamento e remoção dos animais do mini zoológico da Redenção. A decisão foi tomada hoje, durante reunião do Superintendente do IBAMA João Pessoa Moreira Junior com primeira dama do município Regina Becker e técnicos. 
Segundo compromisso da primeira dama, a documentação necessária deverá ser enviada para o IBAMA ainda esta semana para que o Instituto possa elaborar os procedimentos e a logística necessários para a retirada dos animais e a busca de recintos adequados para a destinação dos mesmos em criatórios conservacionistas. Ao mesmo tempo, a prefeitura ficará responsável pelo fornecimento da logística para a retirada dos animais do mini zôo e fornecimento de alimentação pelo período de um ano. O IBAMA também sugere que com a desativação do mini zôo seja formalizada um programa de educação ambiental aos freqüentadores do parque.
Parceria na destinação de animais apreendidos 
Durante o encontro, o superintendente João Pessoa Moreira Junior sugeriu a formação de uma parceria com a Prefeitura Municipal de Porto Alegre e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul para a criação de um Centro de Triagem de Animais (CETAS). Segundo ele, o projeto que já está elaborado e em discussão com a reitoria da Universidade há cerca de um ano, resolveria um problema crucial na Região Metropolitana quanto à apreensão e destinação correta de espécies apreendidas "que não seja um depósito de animais", justifica.
A UFRGS entraria com corpo técnico e estrutura (monitorando após triagem e soltura dos animais) através da Faculdade de Veterinária. A prefeitura entraria com suporte financeiro através de uma medida mitigadora de um processo de licenciamento municipal. A proposta será avaliada em reuniões com as partes envolvidas e teve aprovação da Primeira-Dama Regina Becker.

Por Maria Helena Firmbach Annes
Jornalista
maria.annes@ibama.gov.br
   

Nenhum comentário: