sábado, 15 de janeiro de 2011

Protetores de animais resgatam centenas de cães em Teresópolis



 Protetores de animais resgatam centenas de cães em Teresópolis
RIO - A exemplo do que aconteceu nas tragédias de Angra dos Reis e do Morro do Bumba, voluntários e protetores de animais estão se mobilizando para tentar resgatar cães, gatos e outros bichos que foram abandonados, estão feridos ou simplesmente perderam-se de seus donos durante as enxurradas em Friburgo, Teresópolis e Petrópolis. Nesta sexta-feira, equipes da Comissão Especial de Proteção Animal da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e voluntários já conseguiram resgatar cem cães, em Teresópolis. Muitos dos animais, segundo o coordenador da comissão, Fabiano Jacob, estão gravemente feridos.
- Um dos cães estava muito debilitado, há dois dias cavando a terra no local onde o dono morreu soterrado - conta Jacob.
Os animais foram levados para um galpão no bairro Melbon, que está servindo como abrigo. A equipe parte ainda nesta sexta-feira para iniciar o resgate de animais em Petrópolis, outro município atingido por alagamento na Região Serrana.
Nas redes sociais, já há pedidos de doações para pelo menos três ONGs e abrigos que foram afetados pelas enchentes. A ONG Estimação, que abrigava cerca de 500 animais, entre cães, gatos e cavalos abandonados em Teresópolis, teve parte de um muro destruído e uma outra parede ameaça cair a qualquer momento. Nesta sexta-feira, equipes da Comissão de Meio Ambiente e da Comissão Especial de Proteção Animal foram até Teresópolis para oferecer ajuda. A veterinária Andrea Lambert, que integra o grupo, conta que eles vão tentar percorrer os bairros para fazer resgates e buscar um galpão para levar os animais.
- A situação é grave. Soubemos que há 26 cachorros isolados numa igreja no bairro da Barra, vamos tentar ir lá salvá-los - conta Andrea, que ajudou no resgate de animais na tragédia do Morro do Bumba, em Niterói, em abril do ano passado. 
De acordo com os protetores, o abrigo da ONG Combina, que fica em Nova Friburgo e tem cerca de 400 cães, foi totalmente devastado.
Leia mais em O Globo 
Mais notícias sobre o assunto:
>>> Animais atingidos pelas enchentes no Rio de Janeiro começam a receber ajuda

Nenhum comentário: