quinta-feira, 29 de julho de 2010

Semana começa com prisão absurda de vegetariana

Semana começa com prisão absurda de vegetariana
Ativista é presa em mais um ato pró-vegetariano, agora na Jordânia
Uma ativista pró-direitos animais provocou tumulto em Amã, capital da Jordânia, ao usar um 'vestido de alface' em uma campanha contra o hábito de consumir carne. Amina Tarek e amiga protestaram a favor da alimentação vegetariana. Elas acabaram absurdamente presas durante três horas na capital, Amã, num evidente abuso de poder, a favor de interesses econômicos.
Amina Tarek, que tinha a ajuda de uma outra ativista e usava véu islâmico conseguiu atrair a atenção dos passantes, mas a polícia não gostou da ideia.
Mesmo com o protesto de transeuntes e dezenas de pessoas que se uniram ao ato público, as duas ecologistas foram detidas por três horas. A polícia disse que elas não tinham autorização para fazer o protesto, o que ambas negaram.
Amina Tarek com seu vestido de alface neste domingo  em Amã reproduziu o protesto de várias e vários vegetarianos em variados lugares do mundo, ativistas do Peta, ONG que defende o tratamento ético a animais, elas mostraram uma placa com a frase: 'Deixe o vegetarianismo crescer em você'. E completavam falando: "Assim você poderá diminuir a violência e lutar pela vida".
 
Fonte: G1/via Randáu Marques

Nenhum comentário: