quinta-feira, 17 de junho de 2010

Blogueira do Mato Grosso é intimada por deputado que pede sua prisão

 Blogueira do Mato Grosso é intimada para audiência de processo em que deputado pede sua prisão
A blogueira Adriana Vandoni foi intimada, no começo da tarde desta quinta-feira, a comparecer à audiência conciliatória da ação em que o deputado José Riva (PP-MT) pede sua prisão por citá-lo na sua página Prosa e Política.
Na ação, o parlamentar ainda requer a prisão do criador do blog Página E, Enock Cavalcanti, e do jornalista Fábio Pannunzio. Os dois também foram intimados para a audiência, com data marcada para o dia 30 de julho, às 17 horas, em Cuiabá (MT), que determinará a abertura ou não de processo criminal.
Desde o dia 13 de novembro de 2009, Adriana Vandoni e Enock Cavalcanti estão proibidos de fazer menção às ações civis públicas movidas pelo Ministério Público do Mato Grosso contra o deputado José Riva. Para driblar a medida censória, os dois blogueiros permutaram matérias com o jornalista Fábio Pannunzio, que as publicou em sua página pessoal.
Por conta do acordo, o deputado José Riva moveu queixa-crime em que pede que Adriana Vandoni seja condenada à pena de oito anos de prisão; sugere 11 anos de detenção a Enock; e outros 15 anos a Pannunzio. Que tal o deputado, hein? Adriana Vandoni, Enock Cavalcanti e um blogueiro do município de Joará (MT), cidade-natal do deputado, respondem a uma segunda queixa-crime movida pelo deputado José Riva, cuja audiência de conciliação também está marcada para o dia 30 de julho. No entanto, nenhum dos três citados na ação foi intimado.
No final de abril deste ano, a Quinta Câmara do Tribunal de Justiça de Mato Grosso julgou pedido de agravo impetrado pela advogada de Adriana Vandoni, Samira Martins, e decidiu que o veto à publicação de informações sobre José Riva deveria ser mantido. Como o Judiciário do Mato Grosso está em greve, Adriana Vandoni, não conseguiu ter acesso à decisão judicial e recorrer da decisão da Quinta Câmara. É qualquer coisa de muito lamentável que a Justiça brasileira continue dando abrigo a decisões dessa ordem, proibindo jornalistas de informar sobre fatos, como os processos que são movidos contra o deputado José Riva, de Mato Grosso.
Fonte: VIDEVERSUS

Nenhum comentário: