terça-feira, 25 de maio de 2010

Pare com a Pesca às Baleias

 Pare com a Pesca às Baleias
O blogueiro australiano Youngmarxist pede uma revisão mais precisa das normas da IWC (Comissão Internacional de Pesca às Baleias) que regulamentariam a atividade em níveis internacionais:
"Reports are hitting the media about draft amendments to international whaling rules that are meant to bring Japan, and other whaling nations, back under the rule of the International Whaling Commission. The amendments in effect will allow nations that are already killing whales to keep on doing so with the approval of the IWC, provided that they limit the numbers of whales they catch. The exact limits are yet to be decided, and of course will only apply if the draft amendments pass.[…]
If this plan ends the ridiculous hypocrisy that is “scientific” whaling, so much the better. There is no reason that whales should be treated any differently to any other resource. Whales should be managed properly, so they aren’t recklessly driven extinct, but there’s no good moral reason to privilege the “rights” of whales over the right of humans to hunt them."
TRADUÇÃO: Relatos chegam à mídia sobre mudanças nas regras da pesca internacional de baleias com o intuito de trazer o Japão, e outras nações que praticam a pesca à baleia, de volta às normas da Comissão Internacional de Pesca às Baleias.
As mudanças na lei, na verdade, permitirão que nações que já matam baleias continuem com suas atividades com a aprovação da IWC, desde que limitem o número de baleias caçadas. Os limites exatos ainda devem ser decididos, e logicamente se aplicarão somente se as mudanças nas regras forem aprovadas.[…]
Se este plano acabar com a hipocrisia ridícula que é a pesca “científica” à baleia, melhor. Não há razão para que as baleias sejam tratadas de maneira diferente de qualquer outro recurso.
As baleias deveriam ser monitoradas de forma apropriada, para que não sejam levadas à extinção, mas não há razão moral boa o suficiente para conceder privilégios aos “direitos” das baleias acima do direito dos humanos de caçá-las.
Fonte: Global Voices

Nenhum comentário: