sexta-feira, 14 de maio de 2010

Mensagem dos ECOSSOCIALISTAS do RS

Companheiros(as) de luta ambiental!
Chovem problemas ambientais em todos os cantos do planeta, enxurradas que lavam os morros e vitimizam centenas de família - não pelo excesso de chuvas como querem nos fazer acreditar os governantes e a mídia, mas pela falta de políticas sociais, habitacionais, infraestrutura urbana e de saúde pública -, ciclones que varrem tudo e todos, desmatamentos e queimadas intermináveis e sanguinárias extrações de recursos dos nossos solos que deixam nossas veias abertas.
Aqui no RS e em Porto Alegre a trajetória capitalista é a mesma. É a busca do lucro, da mais-valia e da riqueza para poucos de forma incontrolável. É a ameaça constante da apropriação privada da Orla pública do Rio Guaiba e a farra imobiliária que avança sobre as encostas de nossos morros como na negociata da FASE.
É a mesma ganância sobre as áreas quilombolas e indígenas protegidas por lei, como no caso da doação criminosa do Governo Yeda da área da Ford em Guaíba para um Distrito Industrial.
 A entrega das nossas melhores terras agricultáveis para as monoculturas do eucalipto, pinus, soja, etc. A perda de soberania alimentar com a introdução dos transgênicos e a utilização crescente e desenfreada de agrotóxicos.
Barram nossos rios de Sul a Norte, do Xingu ao Rio Uruguai. Ameaça ao que resta dos nossos biomas gaúchos, Mata Atlântica e Pampa, sem políticas e metas para a preservação. As dunas do Litoral desaparecem sob luxuosos condomínios cercados: verdadeiros feudos modernos.
Constroem à revelia de tudo onde não poderia ser construído, detém o poder midiático na mão, parte do judiciário, conduzem parlamentos e assim passam a população a uma visão que tudo isso é desenvolvimento, que o capitalismo, um sistema insustentável, é a única saída.
O capitalismo, em toda parte, mostra suas garras contra o meio ambiente, tornando tudo em mercadoria a serviço de poucos e contra o interesse da maioria.
Os partidos da velha política dão provas, mais uma vez, de sua conivência com esse modelo econômico excludente, insaciável por lucros fabulosos e destrutivo. E tentam agora impor o desmonte da legislação ambiental para facilitar ainda mais a entrega dos recursos naturais ao grande capital. Os órgãos ambientais sucateados (municipal, estadual e federal) viraram balcões de licenciamento ambiental sendo avaliados pela sua agilidade e quantidade de licenças.
Os funcionários se demitam, ou são perseguidos e transferidos, e as licenças são políticas, como das megaobras do PAC.
Convidamos para debater tudo isto e apresentarmos as propostas do PSOL para o enfrentamento a estas questões e todas as outras do cenário de luta ecológica e socialista.
Para isto estaremos realizando uma grande plenária de debates, em nome do Núcleo Ecossocialista do PSOL. Participa e convida os lutadores ambientais!
Dia : 15 de maio  às 17 horas
Local : Sede Estadual do PSOL
Rua da República, 108
Cidade Baixa - Porto Alegre/RS

Nenhum comentário: