segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Ártico libera metano mais rapidamente, diz estudo

Ártico libera metano mais rapidamente, diz estudo
Cientistas da universidade do Alasca, em Fairbanks, nos Estados Unidos, afirmaram ter descoberto o que parece ser um aumento dramático na liberação de gás metano do fundo do Oceano Ártico.
O metano é um dos gases que provocam o efeito estufa e é 20 vezes mais potente que o CO2 em seu efeito de aprisionar o calor na atmosfera.

O resultado foi obtido através da medição de fluxos de gases no norte da Rússia.

"A liberação de metano da Plataforma Oriental da Sibéria parece continuar a estar mais acentuada do que deveria", afirmou o cientista Igor Semitelov, que liderou o grupo de pesquisadores.

Semiletov vem estudando a liberação de metano da região há décadas e deve publicar suas novas conclusões em breve.

Leia mais no
Ambiente Brasil
Imagem: Internet

Nenhum comentário: