.

.

sábado, 24 de outubro de 2009

Salão de Arte em Tapes abre exposição com sucesso

Imagens: REDE Os Verdes/Júlio Wandam
Salão de Arte em Tapes abre exposição com sucesso
Na noite de 23 de outubro, a 6ª edição da Exporte - Salão de Arte de Tapes inaugura sua exposição com sucesso.
Promovida com apoio da Casa de Cultura, órgão da Secretaria de Educação da Prefeitura de Tapes e patrocínio da empresa CAMIL, o evento teve as presenças do Prefeito Sylvio Tejada e do vereador Leonardo Petry, presidente da Câmara Municipal, além de diversos artistas locais e regionais que vieram expor suas obras e apreciar o que é feito com dedicação e profissionalismo na cidade de Tapes.
A cidade, que já foi considerada um dos berços da cultura musical e de artes plásticas, resguarda uma vocação que está sendo conhecida pelas gerações atuais, onde artistas locais de diversas idades e segmentos sociais são reconhecidos por seus trabalhos.
Os shows de abertura do evento, com a apresentação do Coral da Casa de Cultura e dos estudantes da Escola Municipal José Divino Pereira mostraram que em Tapes a necessidade de espaço definido para a produção artística é fundamental para avançarmos e ampliarmos a participação de pessoas anônimas ou reconhecidas no mundo da arte.
A professora de música da prefeitura, Clarisse Bueno, que realiza atividades de formação musical dos estudantes de Tapes, avalia que tais iniciativas e eventos onde possam seus alunos expressarem seus dons artísticos, é a base para a melhoria de diversos problemas sociais enfrentados no cotidiano da região, com a elevação da estima do aluno pelos bens culturais da cidade e seu resgate como cidadão, afastando-os de situações problemas nas comunidades.
Os trabalhos dos novos artistas locais, oriundos de projetos como o "Pequeno Artista", animam e emocionam profissionais da arte tarimbados e conhecidos mundialmente, caso de Silvio Rebello, artista plástico Tapense que estava presente ao evento e possui grande bagagem de conhecimento e técnica.
Novatos no ramo, mas com sucesso assegurado neste meio, mostraram que a arte se expressa de diversas formas, como os trabalhos feitos por Arthur Maldonado, cidadão Camaqüense e que adotou Tapes para seu crescimento pessoal e profissional, onde os "Peixes" com cordão e conchas mostram uma referência local, pela proximidade com a lagoa e os benefícios que este ambiente trás na economia, na cultura dos pescadores e na arte produzida localmente.

Utilizando a técnica de óleo sobre tela e retratando a "Lagoa dos Patos", criação de Susana Petry que também relaciona imagens comuns do cotidiano da lagoa, e que após transitar pela tela, tintas e dons para retratar o ambiente e as cores da natureza local, mostram o quanto é bela nossas paisagens, a lagoa e sua dádivas. Uma das observações do espaço que recebe o 6º Salão de Arte de Tapes, é a cooperação existente entre os cidadãos tapenses, quando uma das personalidades da cidade, Colmar Hoffstater, recebeu apoio fundamental da cidadã Teresa Fagundes na cedência do prédio localizado na avenida principal, onde está sendo oferecida a oportunidade para os tapenses e visitantes apreciarem a arte produzida aqui e no Estado.
O Salão de Arte de Tapes estará aberto a população durante uma semana, de 23 a 31 de outubro, com visitações abertas das 09h00min as 12h00min horas e das 14h00min as 21h30min minutos, na Avenida Assis Brasil, 552 (antiga Loja Benoit).
Vale a pena para quem é de Tapes apreciar as obras de arte, e para quem mora em outras regiões e conhece a cidade, uma dica para aproveitarem a oportunidade cultural oferecida. A entrada é franca.

Fonte: REDE Os Verdes/RS

2 comentários:

Analuka disse...

Tapes é a cidade natal de meu pai, Bernardo Kaminski... A família dele sempre foi amante da cultura, e lembro especialmente de tios tocando instrumentos e participando de corais... Será que não tenho alguns primos Kaminski artistas por aí? Abraços e sucesso a todos!

Miguel disse...

Não conhece nenhum Kaminski aqui por Tapes Julio. Conhece?
Miguel, www.conjuminando.om.br