segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Fernando 'Incinerando' Gabeira

Imagem: Internet
Fernando ‘Incinerando’ Gabeira
artigo de Ana Echevenguá
“Na natureza nada se cria tudo se transforma – sou fã incondicional da teoria do Lavoisier. Nada pode ser deletado. Sou contra qualquer tipo de incineração. Não adianta incinerar o lixo: é preciso educar, conscientizar”. Américo Canhoto, médico, educador, autor dos livros “Saúde ou doença: a escolha é sua”, “Quem ama cuida”, “Educar para um mundo novo”, “Pequenos descuidos grandes problemas”, entre outros.
No primeiro mundo, o incinerador de resíduos virou obsoleto devido à sua comprovada letalidade. Com isso, os donos desse maquinário querem implantá-lo no Brasil e demais países sul-americanos.
Mas tais empresas omitem que a queima não destrói os resíduos; apenas os transforma em cinzas e vapores tóxicos, cancerígenos, que são lançados no meio ambiente, tais como:
- compostos nitrogenados, sulforados, metais pesados (chumbo, cádmio, mercúrio, …);
- emissão de gases com dioxinas e furanos, que se espalham na atmofera. Não tem como segurá-los. Isso é o tal do “agente laranja”, que os EUA usaram na guerra contra o Vietnã, nos anos 70

Nenhum comentário: